Doar é um ato de solidariedade e quando uma empresa investe tempo, recurso e equipamento para uma instituição social pode representar auxílio para dezenas de pessoas envolvidas numa causa. Com uma história de 30 anos de credibilidade no mercado nacional de elevadores, a Engetax, fez a doação de um elevador de acessibilidade para o Instituto Ronald McDonald. A iniciativa faz parte do programa social da empresa como incentivadora de ações de acessibilidade, que contribuam com a mobilidade, o bem-estar e a saúde das pessoas.  O Instituto Ronald McDonald foi selecionado pela solidez de um trabalho social muito importante, que é a luta contra o câncer infanto-juvenil.

O atual presidente da Casa Ronald Campinas, Fernando Figueiredo, acredita que contar com a disponibilidade das empresas em doar mantém o trabalho social ativo. “A doação da Engetax à Casa Ronald Campinas tem diversos aspectos, porque atua constantemente no serviço de manutenção oferecendo todo o suporte técnico necessário até porque estamos tratando de elevador, que exige legalmente que se tenha esse trabalho de manutenção preventivo”, disse.

Para Figueiredo, o mais importante da doação do elevador da Engetax é permitir a acessibilidade com a humanização da estrutura do prédio para pessoas que possuem ou adquiriram deficiências físicas durante o tratamento do câncer infanto-juvenil possam contar com um equipamento de altíssima tecnologia e qualidade que os coloca em igualdade com outras instituições como nos EUA e Europa que também possuem a Casa Ronald.

Em 19 anos de história, o Instituto Ronald McDonald, que atua na luta contra o câncer infanto-juvenil, já beneficiou 3 milhões de crianças, adolescentes, segundo dados da instituição. Como toda organização sem fins lucrativos, está na lista de entidades que desenvolve atendimento integral através do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil, tratamento e suporte psicossocial integral e de qualidade.

Para realizar este trabalho, o Instituto Ronald McDonald está integrado a uma grande rede de instituições solidárias cadastradas, mais de 70 mil, segundo últimos dados da organização, que apoiam a mesma causa no Brasil com arrecadação de recursos por meio de programas e campanhas, além de doações. Atualmente, são beneficiadas cerca de 30 mil crianças e adolescentes em tratamento contra o câncer.

Engetax é pioneira em elevadores de acessibilidade

A doação do elevador de acessibilidade à Casa Ronald Campinas reforça não só o compromisso social da empresa em causas para beneficiar um publico específico, mas também o comprometimento da Engetax como pioneira na produção de elevadores de acessibilidade como empresa qualificada no padrão de excelência neste tipo de equipamento.

A Plataforma de acessibilidade instalada na Casa Ronald Campinas atende as Normas da ABNT e a Lei de Acessibilidade cada dia mais exigente através dos órgãos de fiscalização e a Engetax vislumbrou a necessidade da instituição na época de ampliação do espaço para atendimento de mais pacientes. “O elevador de acessibilidade é a Plataforma de entrada no mundo dos elevadores”, frisou o engenheiro de computação da Engetax, Alexandre Schmidt.

A história da Engetax em projetar elevadores de acessibilidade é antiga. “O projeto piloto desenvolvido na década de 90 foi um dos primeiros a ser fabricado em terras brasileiras até mesmo antes da existência da Norma”, disse Schmidt, que adotou na época a legislação europeia.

O equipamento foi se popularizando na concorrência, no entanto, a Engetax continua prezando por diferenciais que agregam conforto e praticidade no uso do elevador de acessibilidade. “Para deixar o equipamento ainda mais seguro e eficiente, estamos sempre um passo à frente. Criamos um sistema de controle para progressão e redução de velocidade nos elevadores de acessibilidade”, destacou Schmidt. Para quem não sabe esse diferencial de engenharia promove semelhança no funcionamento do elevador de acessibilidade comparado ao elevador comum.

Como toda empresa que produz equipamentos de alto valor comercial, em sua atuação, a Engetax também possui uma linha de cota social, ou seja, já auxiliou instituições através do preço de custo com o diferencial de promover manutenção e auxílio técnico gratuito. Esta é uma forma de incentivar outras empresas a também colaborarem com atos de solidariedade para beneficiar instituições que lutam por grandes causas sociais.

A opinião também é compartilhada pelo presidente da Casa Ronald Campinas, Fernando Figueiredo. Ele acredita que a grande contribuição é que boas ações devem ser divulgadas para servir de incentivo para que outras empresas também façam doações. “A instituição poder contar com uma estrutura da empresa Engetax na questão dos elevadores é fundamental e é importante que se divulgue isso. Temos uma cultura no Brasil e nós ficamos retraídos em divulgar boas ações. Às vezes as empresas nos ajudam e preferem se manter no anonimato e esse exemplo específico da Engetax é perfeito, porque traz a atuação de uma empresa séria que está à disposição de um trabalho social”, reforçou.