Projeto sustentável em 8 passos!

Para executar um projeto sustentável é necessário planejamento integrado com estudo de viabilidade para identificar as melhores estratégias. O detalhamento do projeto da obra evita desperdício e garante melhores resultados.

Projeto integrado – Verificar condições como clima, localização, tamanho da construção, entorno, impacto sobre os biomas, proteção e criação de novas áreas verdes, reuso de água, materiais a serem usados para redução do consumo de energia e geração mínima de resíduos, reutilização e descarte correto, observando desempenho e qualidade da obra sobre a vida útil da construção.

Análise das condições do entorno – é a interação do projeto com o espaço urbano valorizando as condições do entorno por meio do aproveitamento adequado das condições naturais locais e designs que valorizem acessos e agregue valor à paisagem na integração com o espaço externo.

Uso sustentável do terreno – A viabilidade do terreno deve ser avaliada no projeto evitando contaminação do solo, controle e manejo de águas pluviais erosão e sedimentação durante a obra, preservação de maior área de solo permeável, além de incluir espécies nativas no paisagismo.

Adaptação às condições climáticas – Estudar o clima local com ferramentas de análise climáticas por simulação ajuda a direcionar o projeto para ventilação natural por exemplo. Como opções existem os brises (série de lâminas de madeira, concreto, plástico ou metal, geralmente instalados nas fachadas de edifícios para impedir a ação do sol sem perder a ventilação) ou cobogós (blocos vazados de vidro, argila e cerâmica para garantir ventilação e luminosidade, janelas, entre outros elementos.

Paisagismo sustentável – A melhoria de conforto térmico se dá com projetos de telhados verdes e jardins verticais, que ajudam no uso racional de energia e na eficiência hídrica.

Eficiência energética – o telhado verde filtra o gás carbônico na cobertura, reduz a temperatura e absorve até 90% mais calor que sistemas de cobertura tradicionais. A pintura clara e vidros inteligentes com tecnologia que controla a luz da área filtrando a radiação solar tanto em ambientes internos como nas fachadas de prédios também são uma opção.

Eficiência hídrica – a cobertura verde também ajuda a reter água da chuva e possibilita reuso em banheiros, lavagem de chão e jardinagem. Sistemas de coletores de água e cisternas também podem servir como outras opções.

Uso de tecnologias inovadoras – Os softwares S3E e o Energy Plus fazem uma simulação energética, identificam pontos críticos de consumo na edificação e ajudam na adoção de sistemas para energias renováveis.

Materiais sustentáveis – Materiais sustentáveis podem ser de origem artesanal e industrializado não poluente, que analisa o ciclo econômico e socioambiental e os ecológicos (prevê o impacto ao meio ambiente). São muitas as observações a serem avaliadas na escolha: primeiro se consomem muita energia ou água, origem da matéria-prima, legalidade, qualidade e durabilidade, certificações, a distância percorrida até o consumidor, uso e manutenção seguras e atóxicas, embalagem reciclável e descarte final com reuso.

Materiais de uso racional – Algumas opções são o concreto reciclado, materiais biodegradáveis (tintas, verniz e solventes), lâmpadas de LED, tijolos ecológicos, blocos de adobe (mistura de água, terra e fibras naturais) e matérias de isolamento ecológico (tecidos reciclados, lã de garrafa pet, papelão e lã mineral). Torneiras, pias, vaso sanitários com reguladores e temporizadores e o uso de painéis solares também são muito usados.

Conheça 7 ideias de design de arquitetura sustentável pelo mundo que vão te inspirar!

Memorial Madeira Mamoré - Projeto sustentável
Divulgação IAB/SP (Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo)
Foi divulgada na Bienal, ECOS Urbanos – sigla de Espacialidade, Conectividade, Originalidade e Sustentabilidade

Parque Memorial Madeira Mamoré
Autora: Rosa Grena Kliass
Co-autores: Maria Cecília Barbieri Gorski e Michel Todel Gorski
Colaboradores: Beatriz Demattio Johansen, Cássia Regina Dias, Demétrius Borges dos S. G. de Araújo, Luciana Cristina Mantovani, Deise Corrêa e Maria Maddalena Ré
Localização: Porto Velho (RO)